Marrocos

Marrocos caracteriza-se por ter uma maior estabilidade política, social e económica face a outros países da região.


A realidade económica marroquina caracteriza-se por uma excessiva dependência do setor agrícola, que representa entre 13% e 16% do produto interno bruto (PIB) e emprega cerca de 40% da população ativa.


Os restantes setores de atividade têm vindo a registar um maior desenvolvimento, nomeadamente a indústria, que contribui com cerca de 29% para o PIB e absorve 13% da população ativa, destacando-se a indústria transformadora, nomeadamente os produtos agroalimentares, produtos químicos, o têxtil e o couro.


Com um ambicioso programa que visa reforçar a contribuição da indústria para o aumento do PIB e para a criação de emprego foi lançada uma nova estratégia industrial para sete anos (2014-2020). O tecido industrial é caracterizado pelo peso das PME, que representam cerca de 85% do setor (93% no caso da indústria transformadora), existindo um pequeno grupo de grandes empresas industriais no setor privado.


Marrocos tem procurado diversificar a sua economia com o desenvolvimento e modernização das suas infraestruturas e assim tem registado notáveis progressos ao nível das condições de vida da sua população.


O principal parceiro comercial de Marrocos é a União Europeia (UE) que representou 63,6% das exportações do país e 52,7% das importações em 2015.


Em 2015 Portugal ocupou o 12º lugar do ranking de clientes e o 9º do ranking de fornecedores, com quotas de mercado de 1,3% e 2,7%, respetivamente.

Informação País